Notícias

Notícias

Brasil e Rússia querem intensificar parcerias no paradesporto e em um campo novo: jogos eletrônicos

publicado: 14/02/2019 17h08, última modificação: 02/12/2019 18h48

O embaixador da Rússia, Sergey Akopov, foi recebido nesta quinta-feira (14.02) pelo secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira. No encontro, os dois conversaram sobre como as duas nações podem estreitar parcerias em torno do esporte, com destaque no paradesporto, inclusive com atenção especial para deficientes que hoje estão fora do programa dos Jogos Paralímpicos, como surdos, portadores de síndrome de down, entre outros.

Outro ponto ressaltado girou em torno dos esportes eletrônicos. O secretário Marco Aurélio Vieira demonstrou interesse em saber como a Rússia lida com o assunto. O setor, apesar de ganhar cada vez mais força em nível mundial, ainda carece de uma legislação específica que possa balizar futuros programas de políticas públicas no Brasil.

“Tivemos a honra e o prazer de sermos recebidos pelo secretário Marco Aurélio Vieira. Conversamos sobre as possibilidades de ampliarmos a cooperação entre os nossos países na área esportiva e descobrimos que existem áreas inovadoras nas quais a Rússia e o Brasil podem trabalhar juntos. Combinamos que vamos estar em contato permanente e vamos seguir planejando projetos”, declarou o embaixador Sergey Akopov.

O diplomata lembrou ainda que os laços entre Brasil e Rússia em torno do esporte se tornaram mais estreitos por conta da cooperação que houve entre os dois países na organização dos megaeventos que ambas as nações receberam nos últimos anos. O Brasil sediou a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016, enquanto a Rússia recebeu os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de 2014 e a Copa do Mundo de 2018.

“Essa cooperação na organização de grandes eventos é o resultado de um acordo intergovernamental que existe entre os dois países. Os dois lados se enriqueceram com a troca de experiências em torno dos megaeventos que Rússia e Brasil sediaram nos últimos anos”, encerrou o embaixador russo.


Luiz Roberto Magalhães - Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania