Notícias

NOTÍCIAS

Centros de Iniciação ao Esporte passam a se chamar “Estação Cidadania – Esporte”

publicado: 21/05/2019 11h22, última modificação: 02/12/2019 18h48

O Centro de Iniciação ao Esporte (CIE), estrutura esportiva que amplia a oferta qualificada de equipamentos para a prática esportiva nos municípios, foi integrado a outras ações do Ministério da Cidadania. Com isso, passa a se chamar “Estação Cidadania – Esporte”. A informação foi publicada na Portaria Nº 876, no Diário Oficial da União (DOU).

O objetivo é promover valores de cidadania, fortalecer vínculos familiares e comunitários, além de fomentar a participação social com o desenvolvimento de ações socioassistenciais, culturais e esportivas. Os antigos CIEs passam, assim, a integrar uma rede pública em prol da integração de políticas e da oferta de prevenção e enfrentamento da violência no Brasil.

Por conceito, o objetivo da Estação Cidadania – Esporte é ampliar a oferta de equipamento público esportivo, identificar talentos, formar atletas e incentivar a prática esportiva em áreas de vulnerabilidade social, com instalações esportivas que seguem requisitos oficiais. O programa conta atualmente com 128 contratos ativos, em 127 municípios distribuídos entre todas as regiões brasileiras.

A portaria publicada pelo Ministério da Cidadania passa a permitir, também, a práticas de atividades culturais nas Estações Cidadania. Além disso, segundo o texto, os planos de gestão e manutenção devem conter atividades dos Centros de Referência Social (CRAS) próximos às estações e integrar as práticas esportivas e atividades culturais ofertadas nas instalações.

Cada Estação Cidadania – Esporte pode oferecer até 13 modalidades olímpicas (atletismo, basquete, boxe, handebol, judô, taekwondo, vôlei, esgrima, ginástica rítmica, badminton, levantamento de peso e tênis de mesa); e seis paraolímpicas (esgrima em cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball) e uma não olímpica (futsal).

O investimento do governo federal é de R$ 456,3 milhões. Desse total, R$ 304,3 milhões já foram empenhados. Atualmente, 22 unidades foram inauguradas e outras 12 devem ser inauguradas.

Breno Barros
Ascom - Ministério da Cidadania