Notícias

Prêmio Brasil Olímpico

Com quase metade dos votos, Hugo Calderano leva o prêmio de Atleta da Torcida

publicado: 11/12/2019 08h52, última modificação: 17/12/2019 17h27
Mesatenista conquistou, ainda, o troféu de melhor da modalidade pelo sétimo ano consecutivo

O carioca Hugo Calderano, de 23 anos, foi eleito, nesta terça-feira (10.12), o Atleta da Torcida da temporada 2019. Em eleição realizada pela internet pelo Comitê Olímpico do Brasil, o mesatenista recebeu 47% dos votos, contra 36,4% da ginasta Flávia Saraiva. Os outros oito concorrentes, Ana Marcela Cunha (maratonas aquáticas), Ana Sátila (canoagem slalom), Bruno Rezende (vôlei), Ítalo Ferreira (surfe), Mayra Aguiar (judô), Nathalie Moelhausen (esgrima), Paulo André (atletismo) e Pedro Barros (skate), somaram 16,6%. Foi a primeira vez que a modalidade teve um um atleta eleito nesta premiação.

Anúncio do resultado da votação popular durante a premiação do COB. Foto: Abelardo Mendes Jr./ rededoesporte.gov.br

Além do prêmio de Atleta da Torcida, Calderano recebeu também a premiação como melhor mesatenista da temporada, pela sétima vez consecutiva. Ele passou a ser, em 2019, o recordista de troféus de destaque da modalidade no Prêmio Brasil Olímpico.

O vencedor não recebeu os troféus na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Hugo está em Zhengzhou, na China, onde disputa, a partir da madrugada de quinta-feira, o ITTF World Tour Grand Finals, reunindo os melhores do Circuito Mundial na temporada 2019.

"Esse prêmio é de todos os atletas e fãs de tênis de mesa do Brasil. E também é de todos os nossos amigos e familiares que aprenderam a gostar do nosso esporte. Muito obrigado a todos vocês que votaram diariamente nessas últimas semanas! Tenho muito orgulho por ter sido escolhido por vocês e é uma grande honra representar o tênis de mesa e o Brasil", disse Hugo Calderano, em vídeo exibido durante a festa.

Na eleição, foi fundamental a mobilização da comunidade do tênis de mesa, que desde as primeiras horas de votação já colocou o atleta na liderança da disputa. Ídolo internacional do esporte, com diversos admiradores, Calderano recebeu apoio de admiradores de toda a América Latina, Europa e da Ásia, inclusive em países como China e Japão, tradicionais no esporte.

Hugo não compareceu à premiação porque está na China para a disputa do Grand Finals, com os melhores do ano, mas mandou um vídeo de agradecimento. Foto: Abelardo Mendes Jr./ rededoesporte.gov.br

Melhor não asiático

Hugo Calderano é, há alguns meses, o melhor atleta não asiático no ranking mundial, atrás apenas de quatro chineses e um japonês. Nesta temporada, ele fez a melhor campanha de um brasileiro na história dos Mundiais Individuais (ao lado de Biriba e Claudio Kano), caindo nas oitavas de final em Budapeste, para o tricampeão Ma Long.

O ano de 2019 também teve conquistas importantes. Nos Jogos Pan-Americanos de Lima, foi campeão individual e de duplas masculinas, além de ter participado do bronze por equipes. Calderano teve participação decisiva no Pré-Olímpico de Equipes, também disputado na capital peruana, vencendo todos os seus jogos e ajudando a carimbar o passaporte do time para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Fonte: Confederação Brasileira de Tênis de Mesa