Notícias

Covid-19

Comitê Brasileiro de Clubes anuncia edital de R$ 130 milhões para contratação de equipes multidisciplinares

publicado: 08/05/2020 17h41, última modificação: 08/05/2020 17h46
CBC antecipou a publicação para apoiar os clubes filiados e manter os projetos olímpicos e paralímpicos em andamento

 

Com o cenário mundial altamente impactado pelo novo coronavírus, o segmento esportivo nacional sinalizou a preocupação em como manter equipes técnicas e garantir a manutenção do projeto de formação de atletas olímpicos. Como uma das respostas institucionais, o Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) anunciou, na última segunda-feira (04.05), a antecipação do Edital nº 08, destinado à viabilização de Equipe Técnica e Multidisciplinar vinculada à formação de atletas olímpicos e paralímpicos, com aporte de R$ 130 milhões especialmente para apoiar os clubes filiados na contratação e na manutenção de profissionais para o próximo ciclo olímpico/paralímpico.


O Edital Nº 8 apresenta premissas como a estabilidade do Programa de Formação de Atletas Olímpicos e Paralímpicos, a possibilidade de inclusão de profissionais para a Categoria Principal, além do repasse de recursos baseado em meritocracia. O edital, segundo o CBC, simplificou e desburocratizou meios e ferramentas para formalização, monitoramento da execução e prestação de contas dos recursos.

 

 

Edital é voltada para clubes formadores de atletas olímpicos e paralímpicos. Foto: Abelardo Mendes Jr./ Min. Cidadania.


“Foi pensando em quem está na linha de frente da formação de atletas olímpicos e paralímpicos que trabalhamos para antecipar o Edital nº 08. De forma acessível e prática, os clubes formadores de atletas terão um fôlego necessário para superar mais esta fase e ampliar as garantias de contratação e manutenção dos profissionais. Sabemos que a formação de atletas requer planejamento contínuo e alicerçado para todo o ciclo olímpico”, afirma Arialdo Boscolo, presidente do Conselho Consultivo do Comitê Brasileiro de Clubes.


Desses R$ 130 milhões, pelo menos R$ 24 milhões são destinados especificamente ao esporte paralímpico. O edital traz ainda outro diferencial para estimular o desenvolvimento do paradesporto, com o acréscimo automático de 15% sobre os valores que atualmente o clube executa no esporte olímpico. Com isso, clubes que porventura não atendam a todos os requisitos de acessibilidade em suas sedes podem fazer parcerias com entidades especializadas para desenvolver modalidades do programa paralímpico.


“Essa antecipação do edital vem no momento certo, e o CBC, na figura de seu presidente Jair Alfredo Pereira, merece os nossos elogios. Ela se casa bem com uma série de iniciativas que nós, aqui no Governo Federal, temos tomado no período da pandemia, como os ajustes para flexibilizar prazos de prestações de contas de entidades, a extensão de período de captação da Lei de Incentivo e a garantia de manutenção da Bolsa Atleta e da Bolsa Pódio, mesmo num período em que os esportistas estão com dificuldades de manter o ritmo de treinamento e em que as competições são adiadas ou canceladas”, afirmou o secretário especial do Esporte, Marcelo Magalhães. 

Confira abaixo o vídeo de lançamento do edital: 


Ascom – Ministério da Cidadania, com informações do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC)