Notícias

Em Brasília, Campeonato Mundial Júnior de Kung Fu reúne 650 atletas de 42 países

publicado: 13/07/2018 00h00, última modificação: 21/01/2020 17h11
WhatsApp_Image_2018-07-13_at_16_01_09.jpeg

Campeonato Mundial reúne atletas de 42 países em Brasília. (Foto: Paulo Rossi/ME)

A capital federal recebe, até o próximo domingo (15), a sétima edição do Campeonato Mundial Júnior de Kung Fu. São mais de 600 atletas, de 42 países, que buscam o título mundial da categoria nos combates no Ginásio Nilson Nelson. É a primeira vez que um país da América do Sul recebe a competição que reúne jovens com idade entre seis e 17 anos. O evento, que começou na última quarta-feira (11), conta com entrada gratuita.

 

Em Brasília, o Campeonato Mundial mobilizou cerca de 200 voluntários. Rock Neto, coordenador de voluntariado da competição, explica que a experiência proporciona que cada pessoa possa ter uma vivência internacional sem sair do Brasil.

 

"De todos os voluntários, 150 são alunos da Universidade de Brasília (UnB). Conseguimos abrir um projeto na universidade para os alunos ganharem crédito ao contribuírem com o evento. Então, eles estão em contato com pessoas de 42 países, acompanhando delegações, arbitragem, hotelaria e transporte. Assim, a gente consegue proporcionar aos alunos uma experiência que eles não conseguiriam dentro da universidade, experimentando na prática uma vivência de evento internacional", conta.

 

Na área esportiva, um dos destaques do Brasil foi o jovem Érick de Carvalho. Oriundo de um projeto social na cidade de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, o jovem de 14 anos conquistou a medalha de bronze na categoria até 45 kg. "É uma sensação muito boa disputar um campeonato mundial. Não consegui nem a medalha de ouro, nem a de prata, mas subir ao pódio é muito bom. Estou voltando para casa muito feliz pela oportunidade de competir em um evento como este", disse.

 

Ascom – Ministério do Esporte