Notícias

Notícias

Em Fortaleza, Secretaria Especial do Esporte conversa com empresários sobre Lei de Incentivo e programas do governo federal

publicado: 06/09/2019 16h55, última modificação: 02/12/2019 18h47

A segunda fase da Jornada Esporte Cidadão, em Fortaleza, foi uma conversa com empresários na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) e na Fecomércio, nesta sexta-feira (06.09). A Jornada é uma iniciativa da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania para divulgar ações, programas e serviços do Governo Federal que ampliam o acesso ao esporte a todos os brasileiros. O evento é itinerante e percorrerá cidades de diferentes estados do país até dezembro de 2019.

 

O secretário especial de Esporte, Décio Brasil, os secretários nacionais Washington Cerqueira (Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social), Emanuel Rego (Alto Rendimento) e Ronaldo Lima (Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor) e o diretor do Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte (DIFE), Antônio Alcantara, participaram de um encontro com representantes de empresas cearenses, a fim de estimulá-los a investir em projetos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte.


Para o secretário Décio Brasil, estar próximo dos municípios é um dos objetivos do governo federal e a Jornada está cumprindo este papel. “No primeiro dia nos reunimos com agentes públicos e hoje com empresários. É importante que eles tomem conhecimento das nossas ações para que possam atuar lá na ponta, direto com a pessoas. É para isso que estamos aqui, para que aquele segmento da sociedade que produz a renda tenha o retorno devido em políticas públicas”, afirmou Brasil.


Alcantara ressaltou o foco da secretaria nas regiões Nordeste, Norte e Centro Oeste. “Precisamos fomentar os projetos aqui na região Nordeste, e a Lei de Incentivo é uma ferramenta que promove benefício tanto para o investidor quanto para os atendidos”, explicou o diretor do DIFE.


A Lei de Incentivo ao Esporte (Lei 11.438/2006) permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. As empresas podem investir até 1% desse valor e as pessoas físicas, até 6% do imposto devido.


O gerente executivo da FIEC, Eduardo Celso Cavalcante, parabenizou o governo federal pelo evento e enfatizou a importância de dar esse conhecimento às pessoas sobre a Lei de Incentivo. "É uma oportunidade que tem sido pouco utilizada, tanto por parte das empresas, quanto pelos proponentes e precisamos fazer essa disseminação para que novos proponentes surjam e ampliemos as políticas públicas de esporte. Eu acredito muito no esporte, ele muda a sociedade para melhor", falou.

 

» Confira o material das apresentações da Jornada Esporte Cidadão

Jessica Barz – Ministério da Cidadania, de Fortaleza