Notícias

Embaixador da Rússia visita o Ministério do Esporte

publicado: 22/03/2018 00h00, última modificação: 28/01/2020 14h33
picciani_embaixador_russia_franciscomedeiros.jpg

O ministro Leonardo Picciani (D) presenteou o embaixador da Rússia, Sergey Akopov, com uma camisa da Seleção Brasileira de futebol. Foto: Francisco Medeiros/ME

O ministro Leonardo Picciani recebeu o embaixador da Rússia, Sergey Pogóssovitch Akopov, nesta quinta-feira (22.03) em seu gabinete no Ministério do Esporte, em Brasília. Entre os assuntos discutidos estão a organização da Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018 e a experiência que o Brasil acumulou após sediar os principais megaeventos esportivos do mundo - a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

 

"Os países têm tido uma colaboração muito próxima, aproveitando a expertise que o Brasil adquiriu com a realização da Copa e dos Jogos Olímpicos e Paralímpcos", afirmou o ministro Picciani.

 

O embaixador Akopov relatou que Brasil e Rússia têm tido uma relação muito grande na troca de experiências nas áreas de infraestrutura, segurança e inteligência - e isso tem sido fundamental para que o país possa receber o mundo com muito sucesso, como o Brasil fez em 2014 e 2016.

 

"A experiência do Brasil foi muito importante para a Rússia. Aprendemos muito sobre o sistema de segurança utilizado nos eventos realizados aqui. Esse aprendizado vai proporcionar uma experiência melhor aos fãs de futebol de todo mundo que visitarem a Rússia este ano", explicou o embaixador.

 

A própria ideia de organizar a Copa do Mundo em um número maior de sedes para difundir por várias cidades do país os ganhos sociais e turísticos foi levada em consideração ao lançarem a candidatura do país. No Mundial de 2014, as partidas foram disputadas em 12 cidades, espalhadas por todas as regiões do Brasil. Na Rússia, serão 11 cidades-sede. "Essa ideia impulsiona o desenvolvimento de várias regiões", acrescentou Akopov.

 

A segurança foi um ponto vital da cooperação. "Pelo menos no que se refere aos visitantes russos ao Brasil, não tivemos um único caso de incidente grave. Esperamos que na Rússia seja assim também. O sistema de segurança para a Copa do Mundo está muito bem testado", disse o embaixador. "Os brasileiros podem ir sem preocupações para assistirem a Copa. O povo russo é muito acolhedor e quem estiver lá vai comprovar isso", completou.

 

Embaixador - Rússia

 

Cartilha para torcedores brasileiros

O governo brasileiro, por meio dos ministérios do Esporte e das Relações Exteriores, está elaborando um manual para os torcedores brasileiros que pretendem acompanhar na Rússia a Copa do Mundo de futebol. A publicação trará medidas para que os turistas melhor aproveitar a experiência no Mundial de 2018.

 

"Dei ciência ao embaixador e pedi a ele para que a Embaixada da Rússia pudesse colaborar com informações para esta cartilha. Ele prontamente atendeu", contou Picciani.

"Evidentemente, combinamos também de avançar a cooperação esportiva entre os dois países, com mais trocas de experiências e intercâmbio para formação de atletas nas modalidades nas quais a Rússia e o Brasil são expoentes", finalizou o ministro.

 

Veja mais fotos do encontro:

 

Embaixador - Rússia
Ascom - Ministério do Esporte