Notícias

Triathlon

Lei de incentivo contribui para destaque de atletas mirins do triatlo em Maringá

publicado: 12/11/2019 10h29, última modificação: 17/12/2019 18h46

Os atletas mirins da Escolinha de Triathlon Formando Campeões já seguem os passos vitoriosos dos profissionais da equipe. No último domingo (10.11), a criançada dominou o Triathlon Cidade Canção, em Maringá. Foram nove pódios para o projeto paranaense, que contou com a participação dos novos núcleos abertos este ano e tem apoio da Lei de Incentivo ao Esporte.

 

Válido como segunda etapa do Campeonato Paranaense, o 1º Triathlon Cidade Canção reuniu atletas de vários municípios do estado no Parque Alfredo Nyfler. Sob chuva, a nova geração do esporte disputou uma prova desafiadora na parte de ciclismo e corrida.

 

12112019_triatlo-700x466.jpeg
Foto: onboardsports.net

 

"A prova teve um circuito técnico, com subidas e descidas e curvas fechadas. E os nossos alunos representaram bem a escolinha, com aproveitamento total. Tivemos excelentes resultados em todas as categorias", afirmou o treinador Rodolfo Desinho.

 

Na categoria Super Sprint, João Vítor Mazorca foi o campeão entre os meninos, com Luan Bremm Martins em terceiro e Cristiano Cristiano Teodoro F. Walkowicz em quinto. Sophia Gomes e Angelina Carvalho fizeram a dobradinha feminina da Escolinha de Triathlon, com o primeiro e o segundo lugar respectivamente.

 

A Escolinha de Triathlon também saiu vitoriosa no Duathlon Kids. Jorge Cezar Assis Neto venceu na faixa etária de 11 a 12 anos. Arthur de Castro Ribeiro foi o campeão na faixa etária de 7 a 10 anos, formando a dobradinha da equipe com Vítor Grin Ribeiro, do núcleo Boqueirão. Também de Boqueirão, Raíssa Simas Desinho ficou com o primeiro lugar entre as meninas de 7 a 10 anos.

 

Popularização

 

Atualmente, a escolinha recebe 60 alunos da rede pública de ensino no Colégio da Polícia Militar do Paraná. O conceito do projeto é apresentar aos meninos e meninas o esporte olímpico e bastante popular. No projeto, as crianças contam com todos os equipamentos necessários e são treinadas por especialistas na modalidade. Em quatro anos, o projeto ajudou a desenvolver as categorias de base do esporte no Paraná, e atuou como aliado na inclusão e educação dos jovens talentos.

 

Lei de Incentivo

 

Sancionada em 2006, a Lei nº 11.438, ou Lei de Incentivo ao Esporte, foi implementada em 2007 e já destinou, até 2019, mais de R$ 2 bilhões em recursos financeiros/dedução fiscal. Por meio dos incentivos fiscais, o governo permite que empresas destinem parte do Imposto de Renda devido a programas de responsabilidade social na área do esporte e lazer. Pessoas físicas e jurídicas podem incentivar projetos desportivos e paradesportivos por doações ou patrocínios. Pessoas físicas podem deduzir até 6% do Imposto de Renda devido. Já as pessoas jurídicas são tributadas com base no lucro real, e a lei permite dedução de até 1% do Imposto de Renda a ser pago.

 

A Lei de Incentivo atua como instrumento de inclusão social e promoção de cidadania. Influencia positivamente na educação, diminui custos governamentais com saúde e contribui com a segurança pública, ao atenuar níveis de violência. Muitos dos projetos executados com o apoio da Lei de Incentivo ao Esporte atendem crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, pessoas com deficiência e idosos. Quase três milhões de crianças e adolescentes já foram atendidas desde 2007, e pelo menos 50% delas vêm da rede pública de ensino, beneficiadas no desporto educacional.

 

Em outra frente, a Lei de Incentivo permite dar suporte a atletas de alto rendimento em sua qualificação técnica, o que os permite participar de competições como Jogos Olímpicos, Paralímpicos, Pan-Americanos, Parapan-Americanos, mundiais e outros. Os resultados desses atletas elevam a autoestima nacional e servem como exemplo para os mais jovens, além de projetar o nome do Brasil no cenário mundial.

 

Em 2018, aproximadamente quatro mil incentivadores apoiaram projetos esportivos por meio de renúncia fiscal. Mais de um milhão de pessoas foram beneficiadas de forma direta. O processo de aplicação dos recursos captados é acompanhado e monitorado pelo Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, responsável pela chancela dos projetos.

 

Fonte: On Board Sports