Notícias

Notícias

Lista de inscritos no Pan de Lima reúne mais de 100 medalhistas olímpicos

publicado: 22/07/2019 16h01, última modificação: 02/12/2019 18h47

Com o fim da fase de inscrições, a lista de atletas previstos para competir nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, é uma das mais estreladas da história. Segundo informaçõs dos organizadores, a competição reúne mais de 100 medalhistas das últimas sete edições de Jogos Olímpicos de Verão, além de dezenas de campeões mundiais e detentores de títulos continentais.

Desde Barcelona (1992) até a edição do Rio, em 2016, esses atletas acumularam nada menos que 150 medalhas olímpicas, 66 delas ouro. A lista de quase sete mil atletas do Pan inclui alguns dos melhores de todos os tempos em suas modalidades, como o cubano Mijaín Lópes, tricampeão olímpico da luta greco-romana, o nadador norte-americano Nathan Adrian, dono de oito pódios olímpicos, a judoca argentina Paula Pareto (bronze em Pequim 2008 e ouro no Rio 2016) e a jamaicana Shelly-Ann Fraser-Pryce, dona de cinco medalhas (três ouros) nas provas de velocidade do atletismo.

 

Luisito Pie, do taekwondo (DOM), Nathan Adrian, da natação (EUA), Mariana Pajón, do ciclismo BMX (COL), Arthur Zanetti, da ginástica artística (BRA), Alexandra Grande, do caratê (PER) e Yulimar Rojas, do salto triplo (VEN): candidatos ao pódio em Lima. Foto: Lima 2019

Entre os brasileiros, alguns dos destaques são o ginasta Arthur Zanetti (ouro em 2012 e prata em 2016 nas argolas), as judocas Rafaela Silva (ouro em 2016) e Mayra Aguiar (dois bronzes olímpicos e atual número 1 do mundo), o recordista olímpico e campeão no salto com vara Thiago Braz, além da dupla campeã olímpica na vela Martine Grael e Kahena Kunze.

"Estamos diante dos Jogos Pan-Americanos de maior nível esportivo nos últimos tempos. São mais de 100 medalhistas olímpicos, muitos campeões mundiais e alguns dos "Top 1" em suas modalidades. Creio que o fato de termos tantos esportes classificatórios para os Jogos Olímpicos de Tóquio (2020) atraiu muitos desses atletas para Lima", afirmou o presidente da Panam Sports, Neven Ilic.

Ao todo, 22 modalidades esportivas garantem vagas diretas para os Jogos do Japão ou contam pontos para o ranking mundial classificatório para Tóquio. Handebol, hipismo adestramento, hipismo CCE, hipismo saltos, nado artístico, pentatlo moderno, polo aquático, saltos ornamentais, surfe, tênis de mesa, tiro com arco, tiro esportivo são as modalidades com classificação direta. As demais são atletismo, basquete, hóquei, caratê (kata e kumitê), natação, levantamento de peso, surfe, tênis e vela.

Entre atletas e oficiais de 42 países, o Pan envolve 9.352 pessoas em 17 dias da competição até 11 de agosto. Serão mais de 400 provas de 38 esportes em cinco grandes complexos esportivos.

O Time Brasil foi inscrito com 487 atletas, sendo 251 homens e 236 mulheres, em 49 modalidades. É a maior delegação brasileira do atual ciclo olímpico, com quase 800 pessoas. A Cerimônia de Boas-vindas da delegação na Vila dos Atletas será no dia 24, às 11h. Dos 438 nomes já oficialmente confirmados pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB), 308 são integrantes do programa Bolsa Atleta do governo federal, e recebem um investimento estimado em R$ 14 milhões anuais.

 

Longevidade e identidade fluida

Uma das personagens interessantes da lista é Kathuna Lorig, de 45 anos. A atleta foi medalhista de bronze por equipes nos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992, há 27 anos, pela Comunidade dos Estados Independentes.

A história de Kathuna é retrato das mudanças geopolíticas por que o leste europeu passou no fim dos anos 1990. Quando começou a competir, defendia a União Soviética, entre 1990 e 1992. Com a queda do Muro de Berlim e o posterior desmembramento da União Soviética, defendeu a Comunidade dos Estados Indendentes (CEI) até 1995. Entre 1996 e 2000 competiu pela Geórgia e, a partir de 2008, passou a competir pelos Estados Unidos.

Com exceção de Atenas, na Grécia, em 2004, competiu em todas as edições dos Jogos Olímpicos entre 1992 e 2012, em Londres. Representou quatro nações diferentes. E está escalada para competir no arco recurso no Pan de Lima.

A Cerimônia de Abertura do Pan está marcada para 26 de julho, mas antes mesmo disso, já nos dia 24 e 25, têm início as primeiras competições, com as fases classificatórias do handebol, vôlei, softbol e boliche.

Histórico

Há quatro anos, nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, o Time Brasil terminou na terceira posição no quadro geral de medalhas, com 141 pódios. Foram 42 ouros, 39 pratas e 60 bronzes. Desse total, 121 medalhas foram conquistadas por integrantes do programa Bolsa Atleta. Os Estados Unidos terminaram no topo da tabela, com 265 medalhas, seguidos pelo Canadá, com 217.

Rededoesporte.gov.br, com informações de Lima 2019