Notícias

Ministério do Esporte lança 84 núcleos do Esporte e Cidadania Para Todos no Rio de Janeiro

publicado: 05/03/2018 00h00, última modificação: 31/01/2020 15h45
Snelis_Esporte_para_Todos.jpg

O Ministério do Esporte lançou 84 núcleos do projeto Esporte e Cidadania para Todos no Rio de Janeiro. A ação visa à socialização de crianças e jovens, de 6 a 21 anos, que vivem em situação de vulnerabilidade social. A cerimônia de lançamento, realizada na sexta-feira (02.03), no Parque Olímpico da Barra, contou com a presença do secretário Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), Leandro Cruz, de mais de 50 professores de caratê e representantes da federação local (FKERJ), modalidade que será desenvolvida em 21 núcleos do projeto.

 

A previsão é de que o caratê atenda mais de dois mil jovens. "Além de descobrir novos talentos, o objetivo do projeto é principalmente auxiliar no processo educacional das crianças e jovens, em especial aqueles em vulnerabilidade social. E os professores dos diversos núcleos têm a missão de conquistar o coração e a mente da juventude e trazê-la para o caminho do esporte, da educação e da cidadania", explicou Leandro Cruz, que convidou os professores a ser agentes formadores de cidadãos de bem.

 

A Snelis pretende implementar os núcleos de caratê de forma interdisciplinar, com professores não apenas da modalidade, mas com psicólogos e assistentes sociais. Dessa forma, os jovens terão um acompanhamento mais abrangente. "Com isso, poderemos dar todo o suporte necessário para promover, de fato, a inclusão social por meio do esporte. Esse projeto é transformador", acrescentou Leandro.

 

"Agradeço o empenho de todos na implementação desse importante projeto, que tem o objetivo maior de promover a inclusão social e levar o esporte para todas as pessoas. Muito obrigado aos mestres", disse o ministro do Esporte, Leonardo Picciani, por meio de mensagem enviada aos participantes do projeto.

 

Snelis2.jpg

 

O Ministério do Esporte terá o apoio da FKERJ para a implantação dos 21 núcleos que irão ministrar aulas de Caratê. "Estamos muito gratificados em poder participar dessa bonita ação do Ministério do Esporte que é tirar a garotada das ruas e trazê-la para o esporte. Essa é uma poderosa ferramenta educacional e que certamente dará ótimos resultados", comentou o presidente da Federação de Karatê do Rio.

 

O encontro contou com a presença da tricampeã mundial de karatê Maria Cecília de Almeida, que desenvolve um projeto social pelo esporte na comunidade da Vila Vintém, no Rio de Janeiro. "Sou prova viva do quanto esse tipo de projeto é transformador. Foi por meio do caratê que encontrei um caminho na minha vida", contou Cecília, salientando ter sido revelada para o esporte aos 21 anos de idade. "Prova de que nunca é tarde para começar", completou.

 

Marco Senna, do Rio de Janeiro
Ascom - Ministério do Esporte