Notícias

Ministro confere modelo de gestão do legado olímpico nas instalações de Sochi

publicado: 16/06/2018 00h00, última modificação: 22/01/2020 13h05
16062018_ministro_sochi-699x466.jpg

Ministro conhece a estrutura do Parque Olímpico de Sochi, na Rússia. Foto: Rafael Brais/ME

O ministro do Esporte, Leandro Cruz, esteve neste sábado (16.06) no Parque Olímpico de Sochi, local das Olimpíadas de Inverno de 2014. Ele foi recepcionado por Aleksandr Zheludchenko, chefe do Setor dos Objetos Olímpicos (museu), Isaak Valitsky, chefe do Palácio Esportivo do Gelo, Gayana Volina, vice-diretora do Estabelecimento Estatal Federal Yug Sport e por Evgueniya Govyadova, chefe do Serviço de Gerenciamento dos Quadros Pessoais.

 

O ministro conheceu algumas instalações, como o Palácio de Patinação, e o museu, onde estão fotos, uniformes, trofeus, medalhas e uma maquete de todo o parque, que fica, na verdade, na cidade de Adler, vizinha a Sochi. O parque custou cerca de US$ 50 bilhões e, depois das Olimpíadas de Inverno, foi expandido, com a construção de um autódromo. Para a Copa deste ano, sediará seis partidas. No parque, além do estádio, estão outros cinco equipamentos: o Domo de Gelo Bolshoi, a Shayba Arena, o Centro de Curling Cubo de Gelo, o Palácio de Patinação e a Arena Adler.

 

Um dos interesses do ministro na visita foi obter informações sobre a utilização do parque depois das Olimpíadas de Inverno. Issak Valitsky afirmou que a população usa frequentemente o espaço para lazer e para a prática esportiva. Além disso, informou que vários eventos nacionais e internacionais ocorrem nas instalações. No centro de Patinação, por exemplo, além da prática de esporte, o local recebe shows. Para isso, a pista é coberta. No ano que vem, o boxe passará a utilizar uma das arenas para competição.

 

"É importante conhecermos como as outras cidades que sediaram Olimpíadas têm utilizado o legado. Fiquei feliz em saber que estamos no caminho certo no Brasil", afirmou Leandro cruz.

 

Na sexta-feira, o ministro encontrou-se com o prefeito de Sochi, Anatoly Pakhomov. O prefeito disse que estava muito feliz em ter a seleção brasileira treinando na cidade. "Esperamos que os jogadores brasileiros se preparem muito bem aqui na nossa cidade", disse.

 

O ministro elogiou a organização e o acolhimento da cidade. "Com certeza, a seleção brasileira escolheu Sochi por sua beleza e pela fama que tem em acolher os estrangeiros. A seleção sente-se verdadeiramente em casa aqui", disse. O ministro entregou ao prefeito um livro sobre a preparação do Brasil para a Copa do Mundo de 2014, além de uma camisa da seleção brasileira. O prefeito disse que tentará obter autógrafos dos jogadores brasileiros e depois a colocará no museu da cidade.

 

 

Chico de Gois, de Moscou, na Rússia - rededoesporte.gov.br