Notícias

Notícias

No vôlei feminino, Brasil enfrenta as donas da casa e perde por 3 sets a 0

publicado: 17/10/2019 16h15, última modificação: 02/12/2019 18h47

O ambiente não favoreceu o dia das brasileiras no voleibol dos Jogos Mundiais Militares. O Jianghan University Gimnasium estava lotado de anfitriões torcendo para a equipe da casa nesta quinta-feira (17.10), na segunda rodada de competições da modalidade. Depois de estrear com vitória por 3 sets a 0 em cima do Canadá, a equipe brasileira teve um jogo mais duro diante das chinesas e não conseguiu evitar a derrota, também por 3 sets a 0 (25/17, 25/16, 25/21).

Foto: Pedro Ramos/Ministério da Cidadania

 

O Brasil bem que tentou, com os fortes ataques de Amanda Juliana e o bloqueio duplo de Renata e Mayhara. Do outro lado, contudo, estavam a rapidez, a habilidade e a altura do time chinês. O primeiro set começou acirrado, com as brasileiras saindo na vantagem, mas logo o bloqueio das adversárias fez com que elas disparassem na partida e levassem a primeira parcial por 25 a 17.
O segundo set foi tranquilo para as chinesas, que encontraram fragilidade nos bloqueios do Brasil e fortaleceram os ataques, fazendo 25 a 16. No terceiro e último set, as brasileiras tentaram e até chegaram perto, mas a vitória ficou por conta das donas da casa por 25 a 21.
Para Amanda Juliana, que participa pela primeira vez dos Jogos Mundiais Militares, o Brasil teve algumas falhas, mas vai estudar e tentar minimizar os erros para a próxima partida contra os Estados Unidos, no domingo (20). "Nós já sabíamos que a China era uma equipe forte, com várias campeãs olímpicas dentro de quadra, e, além disso, elas são muito altas, mas iremos estudar e dar o nosso melhor neste campeonato", assegurou. Amanda é uma das beneficiadas pelo programa Bolsa Atleta da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e pelo Programa de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas (PAAR).
Assim como Carla dos Santos, que destacou a importância desses benefícios. "Com esse investimento nós podemos jogar em alto nível, como nesta competição que representa muito, pois aqui jogamos internacionalmente com grandes atletas. Talvez sem esses investimentos o meu convívio no meio do esporte seria mais difícil", ponderou.
Até o momento, a China aparece em primeiro lugar no grupo A, enquanto o Brasil ocupa a segunda posição.
Classificação Grupo A
1° China
2° Brasil
3° Canadá
4° Estados Unidos
De Wuhan, na China, Jéssica Barz - Ministério da Cidadania