Notícias

ONU Mulheres anuncia jogadora Marta como embaixadora global da Boa Vontade

publicado: 13/07/2018 00h00, última modificação: 21/01/2020 17h17
Marta_-_Rio_2016_-_DB_-1.jpg

Marta terá a missão de continuar inspirando mulheres por todo o mundo. Foto: Danilo Borges/Rededoesporte.gov.br

A ONU Mulheres anunciou, nesta quinta-feira (12.07), a jogadora de futebol feminino Marta Vieira da Silva como Embaixadora da Boa Vontade para mulheres e meninas no esporte. Marta, dedicará seus esforços para apoiar o trabalho pela igualdade de gênero e empoderamento feminino em todo o mundo, inspirando meninas a desafiar estereótipos, superar barreiras e seguir seus sonhos e ambições.

 

Um ícone e modelo para muitos brasileiros, Marta é considerada como a melhor jogadora de futebol feminino de todos os tempos. Atualmente, ela joga pelo Orlando Pride, na Liga Nacional Feminina de Futebol dos Estados Unidos. A brasileira é a maior goleadora de todos os tempos da Copa do Mundo Feminina da FIFA e conquistou o título de melhor jogadora do mundo cinco vezes consecutivas.

 

A diretora executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka, destacou o papel de Marta como influenciadora. "Marta Vieira da Silva é um modelo excepcional para mulheres e meninas em todo o mundo. Sua própria experiência de vida conta uma história poderosa do que pode ser alcançado com determinação, talento e coragem. O esporte é uma linguagem universal; nos inspira e nos une, pois amplia nossos limites. Estamos ansiosas para trabalhar de perto com Marta para trazer o poder transformador do esporte para mais mulheres e meninas, e para construir rapidamente a igualdade. Tenho o prazer de recebê-la na família da ONU Mulheres", disse.

 

Para Marta, é uma honrar receber o convite para se tornar uma embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres. "Estou totalmente comprometida em trabalhar com a ONU Mulheres para garantir que mulheres e meninas em todo o mundo tenham as mesmas oportunidades que homens e meninos têm para realizar seu potencial. Sei, da minha experiência de vida, que o esporte é uma ferramenta fantástica para o empoderamento". disse Marta.

 

No esporte, as mulheres estão conquistando cada vez mais espaço. Durante as Olimpíadas do Rio de 2016, aproximadamente 4.700 mulheres – 45% de todos os atletas – representaram seus países em 306 eventos. A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, adotada por lideranças mundiais em 2015, definiu o roteiro para alcançar a igualdade de gênero até 2030 e reconhece explicitamente o esporte como um importante facilitador para o desenvolvimento e o empoderamento das mulheres.

 

Fonte: ONU Mulheres