Notícias

Jogos Escolares da Juventude

Quase cinco mil atletas de base se encontram em Blumenau para os Jogos Escolares da Juventude

publicado: 14/11/2019 16h04, última modificação: 17/12/2019 18h57

A partir deste sábado, 16.11, às 18h, os melhores atletas do Brasil entre 12 e 17 anos, de 14 modalidades esportivas, estarão reunidos no ginásio Galegão, ao lado da Vila Germânica, para a Cerimônia de Abertura dos Jogos Escolares da Juventude Blumenau 2019. Conhecida por revelar talentos para o esporte nacional, a competição terá 4.998 atletas dos 26 Estados e do Distrito Federal, além de convidados de Angola e Japão. Até 29 de novembro, a cidade mais alemã do Brasil será a capital do esporte de base nacional.

 

Alguns dos principais atletas do país também estarão presentes como Embaixadores e, além de acompanhar as competições, vão interagir com os jovens atletas. Ao todo, serão distribuídos 1.502 medalhas e 50 troféus. A competição terá ainda 683 técnicos, 494 árbitros e 187 voluntários, exigindo a utilização de 67 ônibus, sem falar em vans, carros, caminhões e ambulâncias.

 

francisco_barretto_abelardomendesjr.jpg
Campeão do Pan de Lima, Francisco Barretto vai prestigiar a cerimônia de abertura dos Jogos Escolares. Foto: Abelardo Mendes Jr/Ministério da Cidadania

 

"Cabe ressaltar ainda o número de observadores técnicos das confederações esportivas. Em Blumenau, já temos confirmadas a presença de 16 treinadores e coordenadores de 11 modalidades. Em paralelo às competições, estimulamos os observadores a realizarem diversas atividades, como palestras e treinamentos em grupo", afirmou o gerente executivo de Desenvolvimento Esportivo do COB, Kenji Saito.

 

Entre as autoridades confirmadas na Cerimônia de Abertura estão o prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira, o Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério da Cidadania, Emanuel Rego, e o campeão pan-americano de ginástica artística, Francisco Barretto.

 

Das 14 modalidades que compõem o programa esportivo dos Jogos Escolares, quatro iniciam suas competições na manhã de domingo, 17, sempre com entrada franca: wrestling, judô, basquete e handebol. As competições de atletismo, badminton, futsal e vôlei acontecem de 22 a 25 de novembro, enquanto ciclismo, ginástica rítmica, natação, tênis de mesa, vôlei de praia e xadrez estão previstas para os dias 27, 28 e 29.

 

Números dos Jogos Escolares da Juventude Blumenau 2019:

 

Esportes: 14 (atletismo, badminton, basquete, ciclismo, futsal, ginástica rítmica, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei, vôlei de praia, wrestling e xadrez)
Locais de competição: 27 (incluindo quadras, piscina e pista de atletismo)
Instalações esportivas: 9 (Vila Germânica, Sesi, SESC, ginásio Galegão, Sociedade Vasto Verde, Escola Barão do Rio Branco, Parque Municipal Ramiro Ruediger, ASPMB e pista de atletismo de Timbó)
Atletas: 4.998 dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal
Atletas estrangeiros: 1 de Angola (mais técnica angolana), 2 da Venezuela, 10 do Japão (do total da delegação composta por 22 pessoas)
Técnicos: 683
Comitê Organizador: 94 profissionais
Chefes de delegação: 27
Oficiais: 65
Médicos e fisioterapeutas: 39
Jornalistas: 25
Maiores delegações: Santa Catarina (341), São Paulo (330) e Pernambuco (320)
Embaixadores: 14 (11 atletas e 3 professores – química, matemática e português)
Observadores técnicos: 16, de 11 modalidades diferentes
Árbitros: 494
Voluntários civis: 120
Voluntários militares: 67
Medalhas: 1.502 (474 de ouro, 474 de prata e 554 de bronze)
Troféus: 50
Cerimônias de premiação: 175
Bolas: 196 (32 de basquete, 32 de futsal, 36 de handebol, 48 de vôlei de praia e 48 de vôlei)
Carros: 831 diárias
Ônibus: 916 diárias (67 ônibus)
Vans: 349 diárias
Ambulâncias: 46 diárias (máximo de 5 ambulâncias Poe dia)
Caminhões: 7 (com aproximadamente 70 toneladas de equipamentos)
Hotéis: 22
Leitos: 2.616
Diárias de hotel: 37.967
Número aproximado de refeições: máximo de 87.410 (45.620 no almoço e 41.790 no jantar)
Capacidade do refeitório: 900 pessoas

 

 

Fonte: Comitê Olímpico do Brasil