Notícias

Notícias

Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social oferece curso de qualificação aos seus profissionais técnicos

publicado: 03/04/2019 17h39, última modificação: 02/12/2019 18h47

Teve início nesta quarta-feira (03.04) o curso de Introdução às Transferências Voluntárias, promovido pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. O encontro, que segue até o dia 5, tem como foco a qualificação e atualização dos técnicos da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (SNELIS). 

O assessor de Apoio do Gabinete da SNELIS, Diego Tonietti, faz uma exposição dialogada dos aspectos teóricos por meio de discussões de casos específicos e demonstração no Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse do Governo Federal (SICONV).

O objetivo do curso é capacitar profissionais do órgão com informações básicas e introdutórias sobre Transferências Voluntárias, de forma teórica, prática e objetiva, situando sua atuação profissional no âmbito da legislação e das ferramentas de operação, como o próprio SICONV, além de SIAFI e SIOP, por exemplo.

Muitos profissionais que atuam na SNELIS desempenham atividades relacionadas, direta ou indiretamente, com Transferências Voluntárias da União, como convênios, contratos de repasse, termos de execução descentralizada, termos de fomento e termos de colaboração. Dessa forma, torna-se essencial a capacitação sobre a matéria considerando a inesgotável necessidade de aprimoramento profissional.

“A legislação avança com os anos e é importante que a qualificação dos profissionais acompanhe esse avanço normativo. Tento sintetizar os últimos avanços [normativos] com a finalidade de orientar; qualificar a atuação técnica que vai desde a formalização até a prestação de contas, passando pela fase de acompanhamento, execução da parceria”, explicou Tonietti durante o primeiro dia de curso.

"Esses momentos de capacitação qualificam a atuação profissional e, ainda, trazem ganhos quanto à celeridade da atuação da administração pública. Quanto mais conhecimento o colaborador tiver, mais capaz ele será de desempenhar satisfatoriamente suas funções. Ganha-se em tempo e qualidade", finalizou Tonietti.

Nathalia Fernandes - Ministério da Cidadania