Notícias

Notícias

Secretário Décio Brasil recebe visita do presidente da CBJ, Sílvio Acácio

publicado: 04/10/2019 16h50, última modificação: 02/12/2019 18h47

O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Décio Brasil, recebeu, nesta sexta-feira (4.10), em Brasília, visita de cortesia do presidente da Confederação Brasileira de Judô (CBJ), Sílvio Acácio Borges. Durante o encontro, o dirigente esportivo convidou o secretário para prestigiar a realização do Grand Slam de Judô, com a presença de mais de 340 judocas de 60 países, entre domingo (6) e terça-feira (8), na capital federal.

 

Foto: Francisco Medeiros/ Min. Cidadania

Durante o encontro, Décio Brasil e o presidente da CBJ conversaram sobre projetos que visam ao desenvolvimento do esporte no país, além das fontes de financiamento na preparação dos atletas. “A Lei de Incentivo ao Esporte tem um grande papel no desenvolvimento do esporte nacional e vem ajudando bastante. Grandes eventos, como o circuito de vôlei de praia e o Rally dos Sertões, são realizados por meio da Lei de Incentivo”, ressaltou Décio Brasil. O Grand Slam de Brasília teve R$ 2 milhões captados por meio de projeto aprovado pela Lei de Incentivo ao Esporte.

“A estrutura do Grand Slam está bonita. Estamos trabalhando duro para deixar tudo pronto. Em uma competição dessa magnitude, a organização tem que montar toda a estrutura, e não é só chegar e posicionar os tatames. Os japoneses foram os primeiros atletas que chegaram a Brasília”, disse o presidente. 

Sílvio Acácio Borges ressaltou que o mecanismo legal garante uma melhor preparação para os atletas brasileiros, o que garante vantagem em relações a outros países. “Eu estava conversando com o presidente da confederação da Costa Rica e falei sobre as nossas fontes financiamento. Esses mecanismos não existem em outros países das Américas. Gosto de frisar que o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Paulo Wanderley, não cansa de enfatizar a importância das parcerias da Lei de Incentivo ao Esporte e da Lei Agnelo/Piva”, frisou.

Entrega de equipamentos

Durante o Grand Slam em Brasília, a CBJ vai entregar equipamentos esportivos para as 27 federações estaduais de judô, com o objetivo de garantir a realização de competições de alto nível e desenvolvimento da modalidade em todo o território nacional. Os equipamentos foram adquiridos por meio de projeto captado com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte.

Breno Barros - Ministério da Cidadania