Notícias

Notícias

Secretário Décio Brasil visita CT do Cruzeiro em BH e vê aplicação da LIE na prática em projetos da categoria de base

publicado: 20/10/2019 14h38, última modificação: 02/12/2019 18h47

Geralmente associada a projetos esportivos de modalidades olímpicas, paraolímpicas e não-olímpicas, a Lei de Incentivo ao Esporte (LIE), embora muita gente ainda não saiba, também é fundamental para que grandes clubes de futebol do país possam trabalhar seus projetos ligados às categorias de base.

Nesta sexta-feira (20.09), o secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Décio Brasil, testemunhou isso em Belo Horizonte ao visitar um dos centros de treinamento do Cruzeiro, o Toca I, que trabalha exclusivamente com atletas de 12 a 20 anos das categorias de base do clube mineiro. O time principal treina em outro CT, o Toca II.

 

O presidente do Cruzeiro entrega uma camisa ao secretário Décio Brasil após a visita ao CT Toca I. Foto: Abelardo Mendes Jr./Ministério da Cidadania

Com uma área de 63 mil m², o Toca I tem uma longa história, tendo sendo, inclusive, o local de preparação da Seleção Brasileira de Telê Santana para a Copa de 1982. O CT abriga quatro campos, sendo dois oficiais, um deles de grama sintética, e outros dois de dimensões menores, usados pelas crianças mais novas.

Atualmente, o Toca I conta coma 180 atletas fixos, que vivem, treinam e estudam no local. Mas o número cresce para uma média de 360 por dia, levando-se em conta os atletas que frequentam o CT para avaliações e os estrangeiros que constantemente fazem intercâmbio com o Cruzeiro.

Um dos projetos viabilizados pela LIE no clube é o Atleta Saudável. Equipamentos para a cozinha e uma equipe de nutricionistas, chefes e auxiliares de gastronomia são mantidos com recursos captados via Lei de Incentivo ao Esporte. O resultado são cinco refeições balanceadas por dia para todos os atletas e colaboradores do time mineiro.

Outro projeto viabilizado pelo incentivo do Governo Federal é o Inteligência de Jogos na Base. Ele permite, por meio de modernos aparelhos, que os treinadores do Cruzeiro sejam municiados com diversas estatísticas de vários parâmetros de desempenho, como distância percorrida nos treinos e eficiência nos fundamentos, entre outros. Esses dados são analisados e usados para amparar o trabalho voltado para o crescimento técnico dos atletas.

Secretário Décio Brasil conhece as instalações do Toca I, CT do Cruzeiro. Foto: Abelardo Mendes Jr./Ministério da Cidadania

Secretário Décio Brasil conhece as instalações do Toca I, CT do Cruzeiro. Foto: Abelardo Mendes Jr./Ministério da Cidadania

No momento, dois outros projetos aguardam aprovação da equipe da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania para iniciar a captação de recursos veia LIE: o Base Ativa e Guerreiras Celestes.

O primeiro é voltado para a aquisição de insumos para a alimentação, equipamentos das equipes médica, de fisioterapia, de psicologia e análise do desempenho, além de custear atividades de lazer para os atletas, como idas ao cinema e ao boliche, entre outros.
Já o Guerreiras Celestes é voltado para o futebol de base feminino. As atletas treinarão em um outro complexo e os recursos captados serão usados para o custeio do aluguel das instalações e para o pagamento de recursos humanos e encargos trabalhistas, material esportivo e médico, além da compra de suplementos alimentares. Esse projeto atenderá atletas das categorias sub-13, sub-15, sub-18 e sub-20. Até hoje, o Cruzeiro já captou cerca de R$ 6 milhões em projetos via LIE.

“A gente só vê os 11 jogadores dentro de campo do Cruzeiro e não vê a estrutura do time e a importância social do clube nos seus diversos níveis de formação dos jogadores, da base até o sub-20”, ressaltou Décio Brasil, que foi presenteado com uma camisa do Cruzeiro.
“Para isso tudo tem que haver uma estrutura muito bem montada e é aí que entra a Lei de Incentivo ao Esporte: no apoio à formação desses atletas. Nessa parceria com o Cruzeiro a gente consegue proporcionar os equipamentos adequados para alimentação e também para a parte de ensino escolar. É uma estrutura muito grande, que o Cruzeiro sozinho, sem essa parceria, talvez não tivesse a possibilidade de fornecer o serviço que eles fornecem a essas crianças e jovens”, prosseguiu o secretário.

O presidente do Cruzeiro, Vagner Pires de Sá, recepcionou o secretário Décio Brasil e esteve com ele durante toda a visita pelo CT, quando o representante do Ministério da Cidadania teve a oportunidade de conhecer o hotel do Toca I, o Departamento de Negócios Internacionais do time, que negocia os intercâmbios com técnicos e jogadores estrangeiros, e também a escola Cruzeiro Esporte Clube. Trata-se de uma parceria com o Colégio Rui Barbosa e a escola de inglês UPTime. É nessa escola que estudam atualmente 72 crianças e jovens atletas do time, que cursam turmas da 8ª ao 3º ano, com aulas a partir das 19h.

Décio Brasil e o presidente do Cruzeiro, Vagner Pires de Sá, caminham pelo CT Toca I. Foto: Abelardo Mendes Jr./Ministério da Cidadania

Décio Brasil e o presidente do Cruzeiro, Vagner Pires de Sá, caminham pelo CT Toca I. Foto: Abelardo Mendes Jr./Ministério da Cidadania

“Nós temos esse centro de treinamento mantido em grande parte pela Lei de Incentivo ao Esporte. A gente espera contar cada vez mais com esse apoio. Temos equipamentos excelentes, de primeira linha, e toda essa estrutura nos dá cada vez mais a chance de formamos nossas crianças e jovens que estão atingindo o nível profissional”, ressaltou Vagner Pires de Sá.

 

Eduardo Argeu Santos. Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

Eduardo Argeu Santos. Foto: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

“Contamos com o Ministério da Cidadania e a Secretaria de Esportes para continuarmos a formar atletas e cidadãos aqui. A visita do secretário Décio Brasil foi muito oportuna. Que o Ministério continue com esse trabalho que está sendo desenvolvido, porque ele é muito importante”, ressaltou o presidente do Cruzeiro.

Há quatro anos vivendo no Toca I, o brasiliense Eduardo Ageu Santos, 17 anos, é volante e sonha em se tornar profissional. Ele se considera afortunado por poder contar com uma estrutura tão completa para seguir seu sonho no esporte.

“É uma oportunidade muito boa. Poucas pessoas têm essas condições de treinar em um centro tão completo e com a estrutura que a gente tem aqui. Somos muito gratos por termos um refeitório tão bom, campos com tanta qualidade e todo o tratamento que a gente recebe aqui. Nosso crescimento, tanto social quanto profissional, só evolui cada vez mais e a gente espera com isso chegar ao nosso objetivo final que é o futebol profissional”, afirmou Ageu, como é conhecido dentro do Toca I.

Galeria de fotos

Visita ao Cruzeiro Esporte Clube (Toca da Raposa I)

Visita ao Cruzeiro Esporte Clube (Toca da Raposa I)

Visitas técnicas

O coordenador-geral de Desenvolvimento da Política de Financiamento ao Esporte (DIFE) da Secretaria Especial do Esporte, Walter Jander de Andrade, esteve em Belo Horizonte para duas visitas técnicas a projetos do Cruzeiro Esporte Clube e do Minas Tênis Clube que têm financiamento captado pela Lei de Incentivo ao Esporte (LIE).

No Minas Tênis Clube, Walter Jander conheceu as instalações da sede principal, que tem dois projetos: Olímpico do Judô e Formação e Desenvolvimento de Atletas por meio da Integração das Ciências do Esporte.

Visita técnica aos projetos da Lei de Incentivo ao Esporte no Minas Tênis. Fotos: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaVisita técnica aos projetos da Lei de Incentivo ao Esporte no Minas Tênis. Fotos: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

No judô, a intenção é proporcionar melhores condições técnicas para os judocas do Minas Tênis Clube, além de oportunizar a participação dos mesmos em competições a fim de contribuir no processo de formação e desenvolvimento pleno do seu potencial esportivo, em busca do ápice na performance. A execução do projeto foi iniciada em julho de 2018 e o valor captado é de R$ 933.200,00.

O segundo projeto do Minas promove o treinamento, aprimoramento e desenvolvimento técnico e humano de atletas por meio de práticas metodológicas e científicas nas modalidades basquete, futsal, ginástica artística, judô, natação, tênis e vôlei. O projeto captou R$ 2.028.646,16 pela Lei de Incentivo ao Esporte.

No Cruzeiro, Jander acompanhou o projeto Atleta Saudável, que proporcionou uma Unidade de Alimentação Nutricional (UAN) adequada de acordo com os padrões da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) para produção de refeições sadias e nutritivas, garantindo uma alimentação equilibrada e adequada para jogadores de futebol de campo das categorias de base. O clube captou R$ 362.892,24 pela Lei de Incentivo para executar o projeto. 

Unidade de Alimentação Saudável do Cruzeiro Esporte Clube. Fotos: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da CidadaniaUnidade de Alimentação Saudável do Cruzeiro Esporte Clube. Fotos: Abelardo Mendes Jr/ Ministério da Cidadania

De Belo Horizonte, Luiz Roberto Magalhães – Ascom – Ministério da Cidadania