Notícias

Notícias

Secretário Marco Aurélio apresenta ações esportivas durante Marcha em Defesa dos Municípios

publicado: 09/04/2019 23h57, última modificação: 02/12/2019 18h47

“Juventude e Esporte: inovação na gestão municipal” foi tema de debate durante a Marcha em Defesa dos Municípios, nesta terça-feira (09.04), em Brasília. Na oportunidade, o secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marco Aurélio Vieira, apresentou as ações e os projetos do governo federal para garantir o acesso ao esporte e ao lazer no país.

“O conceito de esporte inclui a possibilidade do indivíduo dispor da prática esportiva como cidadania plena. Só é cidadão pleno quem tem disponibilidade, instalações e meios para praticar esportes. Nós temos uma responsabilidade compartilhada com todos os entes federativos, ou seja, não é só a Secretaria, mas também os municípios e os estados”, explicou o secretário.

Com presença de parlamentares, representante da secretaria nacional da juventude e prefeitos, a marcha é o maior evento do país dedicado à gestão municipal, promovida até o dia 11 de abril na capital federal. Na edição de 2019 da Marcha em Defesa dos Municípios, a proposta é conectar as políticas públicas municipais com as novas diretrizes federais.

Para Marco Aurélio, os municípios têm a responsabilidade de avançar na organização de seus próprios sistemas de informações. “As organizações públicas mudam constantemente, com isso perdemos expertise e conhecimento. Por isso que é importante esse tipo de evento para conhecermos pessoalmente, para avançarmos na organização dos nossos próprios sistemas de informação”, analisou.

O debate sobre juventude contou com a presença dos deputados federais Rafael Motta (PSB/RN), Felipe Rigoni (PSB/ES), João Henrique Campos (PSB/PE), Luisa Canziani (PTB/PR) e da deputado Estadual Kennedy Nunes (PSD/SC) – Presidente da Secretaria de Juventude da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (UNALE).

 

Foto: Francisco Medeiros/Ministério da Cidadania

O deputado federal João Henrique Campos (PSB/PE) lembrou que a juventude brasileira conta com 48,5 milhões de pessoas e que é ainda a faixa etária mais vulnerável da sociedade. “Para se ter uma ideia, cerca de 26% dos jovens brasileiros estão desempregados. É quase o dobro da taxa brasileira de desemprego. Temos muitos desafios para diminuir a desigualdade para garantir oportunidades aos jovens”, disse.

O secretário Marco Aurélio lembrou ainda que a educação física na escola não é suficiente para garantir uma qualidade de vida saudável. “Os alunos do ensino básico têm que praticar atividades físicas complementares. Assim, município deve oferecer essas atividades, principalmente, no contraturno escolar”, analisou.

“A concepção do esporte é de uma política pública transversal, fator de desenvolvimento humano, baseada na promoção e no estímulo de atividades físicas para todos nas áreas públicas dos municípios. Ampliação do acesso ao esporte para a expansão da qualidade da prática esportiva nas escolas é uma visão de uma política transversal do esporte”, completou.

Breno Barros – Ministério da Cidadania