Notícias

Segundo dia do Seminário Internacional tem sessão do STJD e debates sobre direito desportivo e case de sucesso

publicado: 11/05/2018 00h00, última modificação: 23/01/2020 11h20
seminario_futebol_11maio2018_abelardo.jpg

Foto: Abelardo Mendes Jr/ME

O segundo dia do Seminário Internacional de Gestão e Governança no Futebol, realizado no Ministério do Esporte, em Brasília/DF, além de debater temas importantes para o esporte brasileiro sediou também uma sessão de julgamento do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O Seminário foi fruto de parceria entre a Universidade Federal do Paraná (UFPR), a Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, a Autoridade Pública de Governança do Futebol (APFUT) a Academia Nacional de Direito Desportivo.

 

O último dia de atividades teve início com a realização de sessão do SJTD, que julgou nove processos durante toda a parte da manhã. Após o almoço, dois painéis contribuíram para as discussões de melhoria do esporte nacional. O primeiro, com o tema Direito Desportivo, reuniu a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho, Ana Paula Lockman; Luciana Lopes e Desirée Santos, representantes de importes escritórios de advocacia do Brasil. O segundo painel, Cases de Sucesso – O Esporte Como Negócio, trouxe para os debates o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez; o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo; e o diretor de Marketing da CBF, Gilberto Ratto.

 

Para o secretário Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor, André Argôlo, não há melhor momento para se tratar de assuntos tão importantes para o futebol brasileiro, especialmente por abordar temas como governança, transparência, gestão responsável e compliance. "Os debates qualificados que tivemos nos mostram que essa procura por melhoria da gestão no esporte é um caminho sem volta. E é nossa missão promover encontros como o que tivemos no Ministério do Esporte", analisou.

 

O diretor do Departamento de Esporte de Base e de Alto Rendimento, Raimundo Neto, destacou a novo momento no esporte no país e salientou o Seminário realizado no Ministério do Esporte. "Esse evento está dentro de um contexto que estamos trabalhando em conjunto com a Secretaria Nacional de Futebol e Defesa dos Direitos do Torcedor sobre o novo modelo de gestão de governança no futebol. Nós tivemos aqui possivelmente os maiores nomes do Direito e do marketing do futebol brasileiro para discutir esse novo momento do esporte", afirmou.

 

O pró-reitor de Orçamento, Planejamento e Finanças da Universidade Federal do Paraná e coordenador-geral do Projeto Inteligência Esportiva, Fernando Mezzadri, destacou a participação de pensadores do esporte no Brasil. "Foi muito positivo. Nós tivemos mais de 200 inscritos para o evento. Tivemos painéis muito ricos sobre gestão e governança do futebol e excelentes debatedores", disse. "E o papel da Universidade é esse: estimular o debate para melhorar a gestão como um todo", comentou.

 

Rafael Brais - Ministério do Esporte