Notícias

Café com Incentivo

Vanderlei Cordeiro inaugura série de palestras para técnicos da Lei de Incentivo

publicado: 26/04/2012 00h00, última modificação: 06/01/2020 18h23
8481.jpg

O departamento da Lei de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte deu início, nesta quarta-feira (25.04), a uma iniciativa para aproximar ainda mais seus 27 técnicos de projetos esportivos que contam com o apoio da regulamentação. Em sua primeira edição, a série de palestras intitulada "Café com Incentivo" contou com a presença de um grande nome do atletismo brasileiro: o maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima. Os técnicos do departamento puderam conhecer mais sobre a trajetória e o trabalho desenvolvido pelo ex-atleta no Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima, em Campinas, São Paulo. A entidade é uma das que conta com iniciativas aprovadas pela Lei de Incentivo.

 

"O Café é uma ação que tem como objetivo aproximar nossos técnicos da realidade do esporte. Como não podemos enviar todos os nossos funcionários aos locais onde os projetos acontecem, resolvemos fazer o contrário: trouxemos os atletas para falar de sua carreira, dos projetos de inclusão social e desse poder transformador do esporte que, assim como pegou o Vanderlei, está presente em várias outras iniciativas. É esse calor do esporte que nós queremos trazer para cá", afirmou o diretor de Incentivo e Fomento ao Esporte, Ricardo Cappelli.

 

O ex-atleta - medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004 e ouro no Pan-Americano de Santo Domingo 2003 - ressaltou a importância do trabalho dos técnicos na construção e no desenvolvimento dos projetos. "Vocês acabam fazendo parte do nosso projeto. Quero que saibam que são muito importantes para cada criança que nós recebemos. Tudo o que conseguimos fazer lá no instituto tem, indiretamente, o dedo de vocês."

 

O objetivo é que as palestras ocorram uma vez por mês, apresentando os resultados dos principais projetos aprovados pelo setor.

 

O instituto
Desde 2008, o Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima já atendeu a mais de 1,2 mil crianças entre 11 e 18 anos. O principal foco do instituição, que tem o maratonista como padrinho, é a iniciação esportiva de jovens de comunidades carentes voltada para a inclusão social.

 

"Eu saí do atletismo, mas o atletismo não saiu de mim. Eu precisava fazer alguma coisa para dar a esses jovens uma oportunidade e um apoio que eu não tive quando comecei. Hoje, esse instituto é a minha maior responsabilidade e meu maior compromisso. Eu, mais do que ninguém, sei da importância de se apoiar atletas que estão em fase de iniciação", disse o ex-atleta, que encerrou sua carreira em 2008.

 

O instituto conta com três projetos aprovados pelo Ministério do esporte nos anos de 2010 e 2011 e um ainda em fase de análise.

 

Paula Braga
Foto: Ivo Lima
Ascom - Ministério do Esporte